sexta-feira, 20 de maio de 2011

Sobre as Ondas

O coração é como um barco a navegar.
Precisa de um guia no amor, imenso mar;
Tem o dever de ir a diferentes lugares,
É a sua utilidade, mesmo em mãos vulgares;
Tem de apontar para o novo destino sonhado
E temer apenas ficar na terra, encalhado.

Não tema a dor do balançar das ondas, minha bela,
Pois só no fundo do mar estamos livres dela.

É mais bonito o mar do amor do que a terra do desdém.
Procure encher o seu barco com aquilo que lhe faz bem.

Um comentário:

  1. Belas palavras; cordialidade, um verdadeiro poeta.

    ResponderExcluir

Não deixe de comentar à vontade,
Nunca tenha medo de falar a verdade.